Compartilhe

7 erros mais cometidos na gestão escolar e como evitá-los

Escrito por Hillary Moraes

7 erros mais cometidos na gestão escolar e como evitá-los

A gestão de uma instituição de ensino envolve muitas responsabilidades. Apesar de ser comum e completamente normal enfrentar problemas, muitas vezes as adversidades podem ser causadas por erros cometidos pela própria instituição. Refletir sobre as atividades da gestão escolar ajuda no reconhecimento tanto de ações bem sucedidas quanto na identificação de possíveis pontos de melhoria.

Certas situações podem causar impactos negativos em todos os setores da instituição de ensino e afetar a qualidade do serviço prestado. Por isso, neste artigo elencamos alguns dos principais erros cometidos na gestão escolar para sua instituição evitá-los.

Leia também: Como usar um gerenciador escolar on-line para obter melhores resultados

1. Falta de planejamento

Um dos maiores erros cometidos por algumas instituições é deixar de estabelecer metas e objetivos e permitir que as coisas vão acontecendo sem ter traçado um planejamento, abrindo mão da organização e criando espaço para problemas.

Planejar é imprescindível para se preparar para o ano letivo e alcançar resultados cada vez melhores. É através do planejamento estratégico que toda a equipe escolar fica alinhada e é guiada pelo mesmo propósito, trabalhando com foco nas ações necessárias para atingir os objetivos estabelecidos.

Um bom planejamento pode, por exemplo, otimizar a rotina escolar, melhorar o desempenho dos professores, funcionários e alunos, contribuir para a saúde financeira e até impactar positivamente na reputação da escola. Sendo assim, o sucesso da instituição está diretamente relacionado com o planejamento.

2. Não acompanhar de perto os professores e funcionários

Não ter uma comunicação interna eficaz tem um impacto negativo na gestão escolar, pois é preciso contar com a colaboração entre a administração da instituição, professores e funcionários para atingir bons resultados.

Dessa forma, é essencial que um líder esteja presente e disponível para sua equipe. Quanto mais próximo o relacionamento com funcionários, mais fácil é diagnosticar possíveis problemas ou pontos de melhoria.

Acompanhar sua equipe faz com que o gestor entenda as dificuldades enfrentadas pelos professores e outros funcionários e passe a ter uma visão completa do que acontece na instituição, podendo traçar um plano de ação em conjunto com o time para continuar mantendo o bom funcionamento das atividades escolares.

3. Não valorizar a equipe escolar

Muitas instituições de ensino sofrem com o erro dos gestores que não desenvolvem uma liderança que valoriza todas as pessoas responsáveis por manter o funcionamento da instituição de ensino. Existem várias maneiras de mostrar a importância que a equipe escolar tem. Uma delas, a mais simples, parte do gestor ao demonstrar seu agradecimento pelo trabalho da equipe, seja em forma de palavras ou gestos.

Outra maneira de fazer isso, considerada uma das mais importantes, é realmente dar voz à sua equipe. Ou seja, é preciso envolvê-los nas decisões da escola, ouvindo suas opiniões e sempre sendo transparente na comunicação. Uma comunicação interna eficiente é bastante importante para manter o engajamento da equipe.

Professores e funcionários que são valorizados consequentemente ficam mais motivados no trabalho. E contar com uma equipe motivada a dar seu melhor é ótimo para todo mundo, não é?

Saiba como engajar e motivar os professores da sua instituição de ensino

4. Não ter uma boa comunicação com a comunidade escolar

O vínculo da instituição de ensino com a comunidade escolar é fundamental para criar e manter um ambiente escolar saudável. A boa relação entre professores, alunos e responsáveis pode até mesmo melhorar o desempenho acadêmico dos estudantes.

Para estreitar laços com alunos e família, é preciso contar com estratégias de comunicação escolar. Muitas instituições falham nesse processo por não terem um canal de comunicação entre escola, alunos e pais.

Uma forma eficiente de fazer isso é contar com tecnologias como um aplicativo escolar, onde é possível disponibilizar todas as informações do aluno - como notas, faltas, ocorrências, conteúdos de aula e mais - para que sejam consultadas em qualquer momento que os estudantes ou responsáveis desejarem.

Além disso, avisos e lembretes que chegam por notificação facilitam o acesso à informações relevantes comunicadas pela escola. O retorno desse investimento em ferramentas de comunicação é facilmente percebido através do aumento da satisfação dos pais e alunos que passam a contar com esses recursos.

Veja como a comunicação escolar eficiente impacta no desempenho dos alunos

5. Falta de estratégias para combater a inadimplência

Um dos maiores desafios enfrentados pelas instituições de ensino é a inadimplência, fator que impacta seriamente a saúde financeira da escola. Esse problema pode ser minimizado, mas se a gestão não souber lidar com ele, os resultados da instituição ficam comprometidos.

Assim, é preciso que os gestores estejam sempre atentos e tenham estratégias que ajudem a lidar com a inadimplência. Manter um relacionamento próximo com alunos e família, diversificar as formas de pagamento e enviar lembretes de cobrança automáticos são exemplos de ações que podem ajudar a reduzir o índice de inadimplência escolar.

Inadimplência escolar: tudo o que você precisa saber para combatê-la

6. Não focar na retenção escolar

Sabemos que a captação de novos clientes, com razão, é uma das principais preocupações de qualquer empresa. Porém, é importante que o foco no crescimento não atrapalhe na retenção dos clientes atuais. Esse é um erro muito comum que também acaba sendo cometido por muitas instituições de ensino que focam apenas em estratégias de captação e se esquecem da importância da retenção.

A retenção de alunos ajuda na fidelização dos mesmos, evitando que saiam da instituição ou a troque por concorrentes. Quanto mais os alunos e suas famílias estiverem satisfeitos, mais provável é que continuem matriculados até a última etapa de ensino oferecida pela escola.

Isso pode até mesmo colaborar na captação de novos alunos, visto que os estudantes e pais satisfeitos são mais propensos a indicar a escola para conhecidos. Por esses motivos, é um grande erro esquecer das estratégias de retenção de alunos.

7. Não investir em tecnologia

A tecnologia está cada vez mais presente nas diversas atividades do cotidiano. Ferramentas tecnológicas têm revolucionado processos em diferentes setores, incluindo o educacional. Para otimizar a rotina escolar e não ficar desatualizada, é importante que as instituições estejam dispostas a incluir a tecnologia tanto nos processos administrativos quanto em sala de aula.

O investimento em tecnologia, como o uso de um sistema de gestão escolar, pode te ajudar a evitar os demais erros citados neste artigo. Afinal, com um software completo é possível ter uma visão ampla do negócio, gerenciar dados de forma mais eficiente, tornar processos internos mais rápidos e práticos, construir um relacionamento mais próximo com a comunidade escolar e diversos outros benefícios.

Como você viu neste artigo, é possível aprimorar a gestão escolar identificando alguns erros que a instituição pode estar cometendo. É essencial que os gestores estejam atentos aos diferentes pontos de melhoria para contornar dificuldades e obter resultados mais positivos.

Se você percebeu que precisa otimizar certos aspectos em sua instituição, conheça o iScholar e saiba como nosso sistema pode contribuir para aprimorar sua gestão escolar.

Gostou desse blogpost? Compartilhe com quem você acha que pode se interessar!

Aguarde nossos próximos conteúdos e nos siga nas redes sociais

Facebook | Instagram

Até a próxima!