Blog

Acompanhe nossos conteúdos e saiba tudo sobre Gestão Escolar, relacionamento escola/pais/alunos, uso da tecnologia na educação, entre outros temas.

Compartilhe

Distanciamento social: adaptação dos professores ao trabalho remoto

Escrito por Hillary Moraes

Distanciamento social: adaptação dos professores ao trabalho remoto

O novo coronavírus causou o fechamento de escolas em todo o mundo, impactando a educação tradicional e desencadeando mudanças como o aprendizado remoto. A partir da adoção do home office, a indústria da tecnologia educacional cresceu, com os professores preparando e ministrando aulas através das mais variadas ferramentas on-line.

Podendo adquirir e utilizar bons recursos e tendo em sua maioria alunos com condições de acesso a internet, essa realidade é mais bem desenvolvida nas escolas particulares. Mas essa tem sido uma experiência desafiadora para alunos, pais e professores, já que tiveram que se adaptar a uma rotina totalmente nova.

Sabendo disso, este conteúdo tem como objetivo apresentar a adaptação dos professores ao trabalho remoto, os desafios enfrentados, suas consequências e dicas de como lidar com a situação.

Leia também: Dicas práticas para sua escola sobreviver em tempos de recessão econômica

Principais desafios enfrentados pelos professores

Falta de contato direto com os alunos

O maior obstáculo da educação remota é justamente a falta da proximidade física. Desde a adoção das medidas de distanciamento social, manter os alunos estimulados nas aulas e atividades on-line é um desafio e tanto para os professores.

Essa falta de contato direto gera a necessidade de inovar a didática para que os alunos engajem e se mantenham interessados nas aulas, o que muitas vezes faz com que o professor estenda sua carga horária para estudar e se aprimorar.

Pressão para se adaptar às ferramentas virtuais

Os profissionais da educação acostumados a estar dentro de uma sala de aula com diversos alunos dividindo o ambiente de aprendizado vêm sentindo muita diferença na rotina de trabalho, que agora depende de ferramentas que muitos nunca tiveram contato antes.

Dessa forma, um dos principais desafios tem sido a utilização das ferramentas para preparar e dar aulas remotas, cada uma com seus recursos que auxiliam o desenvolvimento das aulas on-line. Uma das causas dessas dificuldades pode ser até mesmo a falta de treinamento, já que muitas vezes os professores precisam aprender por conta própria.

Mais tempo para preparar as aulas

Entre a utilização das ferramentas on-line e o desafio de manter os alunos interagindo, os professores têm gastado mais tempo no preparo de aulas e atividades. O que antes seria feito para estimular a participação dentro de uma sala de aula, agora precisa ser revisto para conseguir atrair a atenção daqueles assistindo através de uma tela.

Essa situação é ainda mais complexa para os professores da educação infantil e ensino fundamental, que tentam encontrar novas maneiras de adaptar a didática das aulas para crianças.

Consequências

É comum que as pessoas se sintam ansiosas em épocas como essa, onde a vida em sociedade se transforma rapidamente e informações são disparadas o tempo todo. Em meio a tantas mudanças e necessidade de adaptação, essa sobrecarga emocional também afeta os profissionais da educação.

E com todos os desafios enfrentados pelos professores, principalmente o fato de ter que aprender uma nova forma de trabalhar, o estresse aumenta e pode acarretar em problemas ainda mais graves.

Por isso, é importante se atentar a práticas que podem ajudar a aliviar essa tensão, ajudando a lidar melhor com a situação e prevenindo impactos mais sérios.

Algumas dicas

Para o gestor

Em um momento como este, é importante que o gestor escolar apoie sua equipe. O time de professores precisa contar com a ajuda do gestor para aprimorar o trabalho remoto. É necessário fazer reuniões, conversar sobre os problemas enfrentados e buscar melhorias em conjunto.

Isso significa estar disposto a ouvir sugestões e pensar nas melhores maneiras de auxiliar no andamento das aulas. Se os professores ainda sentem dificuldade para utilizar as ferramentas tecnológicas, talvez a melhor forma de melhorar esse cenário é através de mais treinamento.

Caso os profissionais estejam se sentindo muito sobrecarregados, estressados e/ou ansiosos, uma boa ideia é que a escola encontre uma forma de ajudar na manutenção da saúde mental, abrindo espaço para profissionais da área conduzirem encontros semanais e remotos, por exemplo.

Educação em tempos de pandemia: o papel do gestor escolar

Para o professor

Em primeiro lugar, crie uma rotina com horários para iniciar e parar de trabalhar. Liste o que precisa fazer e determine as tarefas por ordem de prioridade, respeitando o fim de expediente.

Fica ainda mais difícil atravessar um problema quando não se procura entender o que ele pode trazer de positivo. Muitas vezes os desafios são transformados em oportunidades, se tornando importante analisar o que essa fase complicada pode trazer de aprendizado.

Para isso converse com seus colegas de profissão e alunos sobre as suas expectativas e ouça o contrário também. Se abrir para falar sobre o que está enfrentando é uma forma de ver que não está sozinho e que todos podem se apoiar de certa forma.

Cenário da educação pós-pandemia

Com os novos exemplos de inovação educacional, podemos ter uma ideia de como a educação pode mudar a longo prazo. Mesmo que seja impossível ter certeza sobre o futuro, as previsões são de que a pandemia da COVID-19 deixará um impacto duradouro na trajetória da inovação, não só no contexto educacional.

Com tais mudanças de comportamento, é possível pensar que essa nova visão pode auxiliar ainda mais no caminho rumo à digitalização no aprendizado. Afinal, a tecnologia passa a ser cada vez mais reconhecida como uma aliada à educação, nunca substituta.

Gestor, agora que você tem precisado mais da tecnologia, é importante lembrar que com um software de gestão escolar eficiente você também otimiza o trabalho dos professores. Afinal, alguns recursos auxiliam até mesmo na gestão de atividades escolares on-line, aprimorando todo esse processo. Saiba como contar com nossa ajuda solicitando uma demonstração gratuita do iScholar.

Facebook | Instagram

Até a próxima!